Gruta da Furninha

Por João Luís Cardoso* A formação desta gruta, aberta actualmente sobre o mar, relaciona-se com plataforma de abrasão marinha plistocénica, situada a cerca de http://www.cialisgeneriquefr24.com/cialis-prix-en-pharmacie-marseille/ 15 m de altitude. A escavação, re­alizada em 1879 por J.F. Nery Delgado, respeitou as mais exigentes normas científicas vigentes à épo­ca, tendo sido cuidadosamente https://www.viagrasansordonnancefr.com/viagra-en-pharmacie/ registada a estrati­grafia e a https://www.acheterviagrafr24.com/prix-du-viagra/ posição de todas as peças líticas e ósseas recuperadas, que ainda hoje se conservam. A se­quência plistocénica que preenchia totalmente um poço vertical, identificado sildenafil 50 mg prix no interior da gruta, era constituída, na base, por um nível de cascalheira, com escassos restos faunísticos, sucedendo-se um espesso conjunto sedimentar, separado da cascalheira da base por uma crosta estalagmítica, evi­denciando descontinuidade na sedimentação; esta sucessão era constituída por sete níveis ossíferos, separados por episódios de abandono constituídos http://www.cialispharmaciefr24.com/cialis-glaucome/ por areias eólicas. 2011-04 (1) No nível 3 recolheu-se um bifa­ce alongado do Acheulense Superior, de sílex, não rolado. A tipologia das peças de sílex associadas aos diversos níveis faunísticos, com destaque, pela sua importância e abundância, para a hiena raiada (Hyaena hyaena prisca), e para um lobo de peque­nas dimensões (Canis lupus lunellensis), integra-se no Mustierense. Uma datação por Urânio/Tório situou a formação desta https://www.acheterviagrafr24.com/acheter-du-viagra/ sequência em 8o 88o https://www.acheterviagrafr24.com/viagra-pour-homme/ (+ 42 420; -31260 anos), que, apesar do elevado grau de incerteza, é compatível com as https://www.viagrasansordonnancefr.com/viagra-en-pharmacie/ indústrias mustierenses correlativas. A parte superior da acu­mulação plistocénica, correspondente a um nível com 1,5 m de potência, era constituída por areias eólicas, finas e micáceas, que podem correlacionar­-se com https://www.acheterviagrafr24.com/achat-viagra/ o pleniglaciário (c. 18 000 anos), quando o litoral se encontrava afastado de vários quilóme­tros, deixando a descoberto vasta buy levitra cod real planície litoral arenosa, varrida pelo vento. As também numero­sas indústrias recolhidas do "Paleolítico Superior são conotáveis com esta última fase de enchimen­to do algar, estando presentes artefactos do Gra­vetense, do Solutrense e do Madalenense, entre os quais diversas folhas de loureiro e sildenafil generique avis achat um conjunto diversificado de 'buris, segundo os resultados da recente viagrasansordonnancefr.com revisão das indústrias do Paleolítico Supe­rior realizada por N. Bicho e por J. L. Cardoso. digitalizar0002 No https://www.viagrasansordonnancefr.com/viagra-en-pharmacie/ Neolítico Antigo e no Neolítico Final, a gruta foi utilizada como necrópole, que ocupou vasta área, cobrindo o poço cialis glaucome onde se registou o enchimento referido. buy levitra 5mg dosage No que se refere às deposições sildenafil générique prix riesgos de usar viagra u https://www.acheterviagrafr24.com/viagra-pour-homme/ do Neo­lítico Final, as únicas em que se obteve datação pelo radiocarbono, reportável à segunda metade do IV milénio/inícios do III milénio a.C., a cual es el principio activo del viagra dis­tribuição que os ossos evidenciavam, o estado de fracturação que alguns exibiam e ainda as marcas de fogo conservadas em parte deles sugeriram a Nery Delgado a prática do canibalismo, tema que constituiu uma das principais discussões havidas aquando da IX Sessão do Congresso Internacio­nal de Antropologia e Arqueologia Pré-Históricas, reunido em Lisboa em 1880. Na verdade, trata-se de um depósito secundário, https://www.acheterviagrafr24.com/viagra-pas-cher/ cuja formação terá observado rituais idênticos aos seguidos, pela mesma época, na Lapa do Fumo (Sesimbra). (BI­CHO e CARDOSO 2010; CARDOSO 1993, 2008; ZILIIÃO 1993). [J.L.C.] * Professor Catedrático de Pré-História e Arqueologia na Universidade Aberta